Informações sobre Contabilidade, Atuária, Economia e Finanças.

quarta-feira, 20 de dezembro de 2017

Assimetria de Informação e Estrutura de Capital


Recentemente a Revista Evidenciação Contábil & Finanças (RECFin) da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) publicou seu primeiro volume de 2018, disponível AQUI.

Há 5 anos, tive o prazer de coordenar o Grupo de Trabalho da UFPB que criou a RECFin, sendo seu primeiro editor geral ao longo de 4 anos. Neste ano de 2017, conclui meu segundo mandato de editor e fui substituído pelo professor Dr. Luiz Felipe de Araújo Pontes Girão, que tem conduzido a RECFin com maestria, fazendo um belíssimo trabalho.

Este ano, após me desvincular da RECFin pude submeter à revista uma das pesquisas desenvolvidas com meus alunos. Submetemos o produto dos projetos de iniciação científica da Thamirys e da Maria Natalice, e recentemente recebemos a grata resposta de seu aceite para publicação, após dois rounds de avaliação.

Desta forma, aproveito para divulgar aqui a minha satisfação por esta publicação, e para disponibilizar por este meio o produto de nossa pesquisa. Boa leitura a todos!

Indicadores de Assimetria de Informação e Estrutura de Capital das Empresas Abertas no Brasil

Thamirys de Sousa Correia, Maria Natalice Francelino da Silva, Orleans Silva Martins

Resumo

Objetivo: Este estudo teve como objetivo analisar a variação dos indicadores de assimetria de informação das empresas abertas no Brasil de acordo com sua estrutura de capital.

Fundamento: Abordou-se um referencial teórico acerca da mensuração da assimetria da informação e da estrutura de capital, destacando-se duas teorias: Trade-Off e Pecking Order.

Método: Foram coletados dados de 211 companhias não financeiras que negociaram ações na Brasil, Bolsa e Balcão (B3) no período de 2010 a 2014. Para tanto, analisou-se a diferença das médias por meio do teste de Kruskal-Wallis e a associação dos indicadores de assimetria com o endividamento das empresas por meio de uma regressão com dados em painel e efeitos fixos.

Resultados: Os principais resultados mostraram que: (i) em média a dívida de longo prazo é maior em relação à dívida de curto prazo; (ii) os indicadores de assimetria Market-to-book, Beta e Volatilidade apresentaram médias maiores no grupo de empresas com maior endividamento de curto prazo; (iii) os indicadores Retorno Anormal, ADR e Governança Corporativa apresentaram médias maiores no grupo de empresas com maior endividamento de longo prazo; e (iv) a maior parte dos indicadores de assimetria apresentou associação negativa com o endividamento total das empresas.

Contribuições: Nossas evidências revelam que os indicadores de assimetria de informação que habitualmente são utilizados na literatura de finanças se associam negativamente e diferem significativamente de acordo com o nível de endividamento das empresas.

Palavras-chave: Assimetria de Informação; Dívida de Curto Prazo; Dívida de Longo Prazo.

Texto completo: AQUI


0 comentários:

Postar um comentário

Indicadores de Câmbio

Indicadores de Juros

Indicadores de Inflação

Siga este Blog

Siga este Blog no Google+

Número de Visitas

Indique Este Blog

CLIQUE AQUI!
Orleans Silva Martins. Tecnologia do Blogger.